Kanji – O guia completo!

Kanji, os ideogramas japoneses, chamam muito atenção e confundem muita gente na hora de estudar. Para acabar de vez com qualquer mistério sobre o assunto, resolvi fazer um guia completo sobre os ideogramas japoneses.

Kanji ou Kanjis?

Bom, a primeira coisa que você tem que saber sobre os ideogramas japoneses é que eles são chamados de KANJI. Uma coisa curiosa é que não existe o plural de kanji (“kanjis”), embora, muitas vezes, costumemos escrever “kanjis”. Quando falamos “o kanji”, estamos falando sobre os ideogramas em geral. Para se referir e um único kanji, podemos dizer “um kanji”. Particularmente, eu preferindo usar “ideogramas”, quando me refiro a vários “kanji”.

O que é exatamente um Kanji?

Uma imagem vale mil palavras…

kanji-amor

O kanji é literalmente um ideograma, o que, segundo o dicionário, significa “sinal que não exprime som nem articulação, mas ideias”. E o kanji, em sua essência, é exatamente isso: um sinal, uma figura, que exprime uma ideia. Esse que mostramos, exprime a idea de amor. Se você ver esse kanji em algum lugar, saberá que significa “amor”. É importante saber que, embora o kanji venha da China, ele, na realidade, não tem língua nenhuma, mas sim é usado por algumas línguas, como o chinês e o japonês, do mesmo modo que as letras romanas (a, b, c…) não tem uma língua específica, mas são usadas por centenas de línguas do mundo.

De onde veio o kanji?

Muito gente gosta de estudar a história do kanji, seja por curiosidade, seja como uma forma de aprender os ideogramas. O kanji nasceu na china, durante a dinastia HAN (KAN em japonês.) KAN significa “dinastia Han”, JI significa “letra”, assim “kanji” é literalmente “letra da dinastia Han”. Segundo a Wikipedia, Monges Budistas chegaram ao Japão no século V e trouxeram consigo textos em Chinês que foram então utilizados para criar um sistema de escrita japonesa, que ainda não existia naquela época. No início, só havia kanji, até que então foram desenvolvidos os dois silabários (hiragana e katakana), ambos baseados no kanji. Hoje em dia, os dois silabários e o kanji são usados ao mesmo tempo no sistema de escrita japonês. Na imagem abaixo, temos uma frase simples “watashi no namae wa mairo desu” (Meu nome é Mairo) em que são usados os dois silabários (hiragana e katakana) e o kanji, tudo ao mesmo tempo!

kanji-exemplo

A leitura do kanji?

Além de significado, o kanji também tem uma forma de ser lido. Essa é uma das partes mais complicadas do japonês, pois cada kanji tem diferentes formas de leitura dependendo do contexto. Um único kanji pode ser lido de 5 ou mais formas diferentes!  Dê uma olhada nessa imagem para ver como o mesmo kanji pode ser lido de duas formas diferentes…

kanji-sora

 

No primeiro caso, o ideograma de “céu” é lido SORA. No segundo, é lido “KARA”. Em ambos os casos o kanji exprime a idéia de “céu/vazio”. Karate é a arte das mãos (TE) “vazias” (KARA), ou seja, de usar suas mãos, e somente elas, como um arma.  As leituras são dividas em dois tipos: Onyomi e Kunyomi.

Onyomi

Onyomi é a leitura de origem chinesa do kanji. Ela é geralmente usada em palavras compostas, quando o kanji faz parte de outra palavra. Por exemplo, o kanji de rua/caminho 道 é lido “michi”, e seu onyomi é DO, como na palavra kendo 剣道 (caminho da espada).

Kunyomi

Kunyomi é o leitura japonesa do kanji. Ele é geralmente usado quando o kanji vem isolado de outras palavras. No exemplo anterior, o kanji 道 é lido MICHI. Michi é o kunyomi do kanji, que significa “rua/caminho”.

É importe saber que um único kanji pode ter mais de um onyomi e um kunyomi. É exatamente isso que torna o aprendizado complicado, pois dependendo do contexto, a leitura pode mudar!

Como Aprender o Kanji?

Essa é a grande pergunta! Como aprender o kanji! Bom, a primeira coisa que você tem que saber é que existem centenas de ideogramas! 2000 ideogramas são usados no dia-a-dia japonês, e para conseguir ler efetivamente em japonês é preciso conhecer praticamente todos eles! Os japonesas começam a aprender kanji na primeira série e só terminam no final do colegial! 12 anos aprendendo kanji! Claro que você não quer levar 12 anos para aprender, então vamos ver quais são as alternativas…

As dificuldades de aprender

Aprender kanji, com disse um professor meu, é um luta entre lembrar e esquecer (覚えると忘れるの勝負). Você vai precisar memorizar centenas de letras, riscos, leituras, significados, etc. Multiplique 2000 ideogramas por 3 leituras médias para cada kanji e você já tem 6000 leituras diferentes! Muito trabalho, não? Além disso, com o tempo, o kanji começa a confundir, você começa a achar que este é aquele e aquele é este, e por aí vai. Enfim, as dificuldades são muitas, mas nada que os métodos corretos são corrijam!

Quais os melhores materiais para aprender?

Os métodos normais para o ensino/aprendizagem são os seguintes…

1. Aprenda os silabários (hiragan e katakana) e ir então aprendendo o kanji aos poucos…

NÂO FUNCIONA! Quando você chegar nos 300-400 ideogramas, vai começar a confundir todos eles e achar que é impossível aprender 1000 ou mais ideogramas. Sem contar que a velocidade que você esquece é maior do que a velocidade que você aprende.

2. Escrever o mesmo kanji centenas de vezes num caderno…

Ok, todo estudante de japonês faz isso. PARE AGORA! Isso não serve para nada, absolutamente nada! Minto, serve para uma coisa: para confundir ainda mais os ideogramas na sua cabeça. Escute o que eu digo, escrever o mesmo kanji dezenas de vezes NÃO ajuda na memorização dos mesmo.

Esses dois métodos são os mais usados e realmente não funcionam. Se você tem dúvidas, vá para um escola de japonês e veja  quão bom são os estudantes. A grande maioria para na barreira dos 300-400 ideogramas. Disso, porque eu passei por isso! Felizmente, depois eu descobri que existiam outros métodos….

Os melhores métodos, na minha opinião, são…

1. Usar um SRS.

Você pode seguir o método de ir aprendendo aos poucos se você combinar isso com um SRS. Se você não sabe o que é um SRS, leia AQUI. Eu costumo usar o Anki. Quando eu estudava sem SRS, achava difícil aprender UM ideograma novo por dia. Com o SRS, você pode aprender 10, 20, 30 ou mais por dia…

2. Usar o Livro Remembering the Kanji.

Esse é, sem dúvida nenhuma, o melhor livro já feito para estudar kanji. Ele tem um método bem diferente, focado no significado do kanji. Muita gente crítica o método, mas a diferença de usá-lo ou não é muito grande. O único problema é que o método é em inglês, assim, você precisa ter um noção básica do idioma.

3. O melhor de todos! Combine os dois métodos. Remembering the Kanji e SRS!

Mais algumas dicas…

Uma boa dica é estudar kanji sempre dentro de um contexto. Assim, quando quiser saber um kanji, procure sempre um frase que use o kanji. Isso faz com que você sempre aprenda o kanji junto outras palavras e dentro de certa estrutura. Estudar ideogramas isolados dá muito mais trabalho e os resultados não são tão bons, assim, estude sempre frases e textos. Outra coisa importante é não ter medo de aprender kanji. Como kanji é a parte mais difícil dos estudos do idioma japonês, é bom você se dedicar bastante aos estudos dos ideogramas. Quanto mais cedo e com mais intensidade você estudar kanji, melhores serão os resultados. Se você seguir o caminho “aprender hiragana/katakana e kanji aos poucos”, só vai acabar se decepcionando lá pra frente, quando der de cara com a “parede de kanji” que eventualmente vem pela frente. Assim, minha recomendação final é: estude kanji o máximo que puder! Como eu disse, kanji nunca é demais!

Assine nosso blog e receba nossas atualizações via e-mail! 

Tags: , , , , ,

12 Responses to “Kanji – O guia completo!”

  1. Yuu says:

    acho que escrever o kanji ajuda mais a lembrar do que sistemas de flash cards, o que não da é só ficar escrevendo o kanji, pois mesmo depois de escrever, se não passar a usar, você esquece. o jeito mesmo é logo depois que aprender o kanji, passar a usar, pois assim ele fará parte do seu dia a dia, então não será esquecido. eu quando era pequeno sabia quase todos os jouyou kanji, mas fiquei muito tempo sem usar e esqueci muitos :/

    então… não acho que tenha UM jeito certo pra decorar, o jeito é usar todos os jeitos possíveis pra decorar, pra lembrar, pra aperfeiçoar, pra continuar a usar :D

    então aprenda kanji no seu ritmo, pois se tentar ir além do seu ritmo pode se confundir e estragar todo o demorado trabalho de memorização ou memorizar errado. use no seu dia a dia para te-los sempre em mente. use sistemas SRS para continuar exercitando o cérebro e acho que ler bastante ajuda também :D

  2. Yuu says:

    ah, acho q outro jeito legal de aprender kanji é aprender por palavras também, pois se só aprender o kanji, depois vai ter outro trabalho de saber quando que usa cada kanji pra cada palavra, pois alguns tem o mesmo som e o significado parecido, mas não podem ser usados nas mesmas palavras .__.

  3. マイロさん、こんばんは。
    僕はあなたのHPの大ファンですね。
    本当に面白くて、便利で、分かりやすくて、いろいろ文章がありますね。
    僕は日本語が大好きなので、二年前に勉強を始まったけど、まだまだ勉強しなければならないんですね。
    日本語を勉強する時に、このHPをずっとずっと訪ねてきました。
    今はマイロさんに憧れているのに、ブログを作ったんだ。
    入ってください、おねがいします。

    これはwww.japanesingrr.blogspot.com!!!

    Acesse, leia, e por favor deixe sua opinião, ela é de grande importância para mim.

  4. Mairo says:

    Yuu, claro que usar no dia-a-dia é fundamental, mas dificilmente vamos escrever as centenas de kanji regularmente. É para isso que serve o SRS, ele vai garantir que você use o kanji todos os dias. Outra coisa: ler o kanji é usar o kanji. Como eu sempre falo, há uma super valorização de ESCRITA no lugar de LEITURA. Leitura é muito mais forte. Leia hoje para escrever bem amanhã! Quando mais você ler, melhor vai ser seu japonês. Escrever é produção e só mostra o que você sabe, mas é na leitura que você aprende de verdade.

  5. Mairo says:

    フランシースコさん、二年間だけ勉強してからそんなに日本語ができるのはすごいですね。
    自分は最近あまり勉強していないんです。逆に英語がよく勉強しています。
    あんたのブログは本当いいです!もうGoogleReaderに付きました。
    じゃね!
    p.s 自分の日本語は下手になているんだけど。。。

  6. Sandslash says:

    Gostei muito do post mas depois de ler, fiquei ainda mais confuso… O que eu deveria aprender primeiro? O que uma pessoa que nunca estudou japonês deveria aprender primeiro?
    O certo é começar aprendendo a escrita do Hiragana e depois passar para Katakana e Kanji? *confuso*
    Obs: Desculpe por fazer tantas perguntas.

  7. Fernanda says:

    legal seu site hehehe
    bons dicas
    mais essa kanji de amor ta esquisito
    parabens em site nota mil…xD

  8. wuyu says:

    Concordo com o Yuu… acho que a escrita por si mesma tem uma imporância insubstituível, só porque creio que para aprender a produzir é necessário já produzir, o que evita que o aprendizado perca em palpabilidade (literalmente)…e além do mais respeita o ritmo de cada um, já que o srs pode ser interessante, mas para um tipo específico de apredizado, aquele que procura acúmulo cronológico (repetição espacial), o que pode não ser o interesse de todos, pois já haveria uma determinação do tempo (de progressão) do apredizado que não dá lugar para outra intimidade com a língua, além do contato direto (escrito)que tem um gozo particular… mas é claro que o srs pode ser interessante…

  9. 蒼天 の バルムング says:

    Esse livro (Remembering the Kanji) eh otimo pra aprender o significado
    dos kanjis mas o meu maior problema eh os yomikata deles mesmo usando o
    sistema SRS sempre acabo confundindo ou esquecendo ninguem conhece um outro metodo?
    僕は 馬鹿 だから 

    じゃ また

  10. Michael says:

    Eu gostaria de saber onde encontrar o significado de cada silaba como:Ka,Mi,chi…de que adianta aprender se não vai entender?
    mas o site e muiito bom !!!
    PARABENS!
    mas alguem pode tirar minha duvida?

  11. Carol says:

    Nickname: KIM
    Gostei pra caramba!!
    E isso teme me ajudado a aprender um pouco mais sobre o que eu gosto que é o Japão.
    ありがとう
    Arigato

  12. Marina says:

    Olá, queria parabenizar pelo site e agradecer MUITO. Todo o conteúdo do site é ótimo e está me ajudando demais. Comecei a estudar japonês recentemente e confesso que desde o começo tive receio de lidar com os tão temidos kanjis xD~ Já havia procurado diversos sites que me ajudassem nos estudos mas esse até agora foi o melhor de todos, que mais me motivou e me livrou do medo de seguir em frente. Muito obrigada :)

Leave a Reply