Quando você sabe um kanji?

ebook-728x90

Ontem fui dar uma caminha com minha namorada e conversando sobre ideogramas e assuntos correlatos, em certo momento eu disse algo mais ou menos assim: “Tem um palavra que aprendi, está no meu SRS, que fala “kouken” e significa “contribuição”. Eu sei ler, mas não sei o kanji.”

Veja bem! A grande maioria dos estudantes de língua japonesa sabe ler os ideogramas (do mesmo modo que sei ler o ideograma de “kouken” 貢献), no entanto escrever os ideogramas é outra história. E basta saber ler para que se diga “eu sei aquele kanji”…Só que eu, após começar a estudar o livro Remembering The Kanji, o qual te ensina o significado e a escrita dos ideogramas, seguindo um método chamado “análise de componentes”, mudei minha concepção do que é “saber um kanji”. Mudei sem mesmo notar! Notei ontem quando disse a frase “Eu sei ler (o kanji), mas não sei o kanji“. Quase chegando na metade do livro (kanji número 970), “saber um kanji” passou, para mim, a significar conhecer o kanji, o que ele significa e consequentemente saber escrever este kanji. Apenas conseguir ler um kanji já não significa que eu sei este kanji. Parece e é algo simples, mas é uma mudança de postura em relação ao aprendizado que pode dar resultados interessantes.

Proponho que você, estudante de japonês, pergunte a si mesmo o seguinte: Quais os ideogramas que eu sei? Não os que eu identifico lendo, mas quais eu posso colocar no papel, sabendo a escrita, a ordem de escrita e seu significado (significado, não leitura).

Espero que tenham gostado do post! Abraços e não deixem de conferir algumas das nossas sugestões de livros de japonês:

Assine nosso blog e receba nossas atualizações via e-mail!

This entry was posted in Uncategorized and tagged , , . Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *