Programa Japonês Online

Você sabe o que é Input e Output?

Você sabe o que é Input e Output? Input e Output são duas palavras muito importantes para quem estuda línguas estrangeiras. Mesmo assim, muita gente desconhece isso até mesmo na faculdade, como no meu caso, no qual muitos alunos do terceiro ano de Letras Estrangeiras não sabem o significado e a importância desses termos.
Em línguas, Input é tudo aquilo que recebemos, tudo o que lemos e escutamos. Output é tudo o que produzimos, tudo o que falamos e escrevemos. Se pensarmos nas quatro habilidades que praticamos numa língua (ler, escrever, falar e ouvir) veremos que ler e ouvir são atividades de Input, enquanto falar e escrever são atividades de Output.Agora pensemos: quais dos dois você acha mais importante? Input ou Output?
Eu creio que Input é muito mais importante. O motivo é que ao recebermos Input na língua que estamos estudando, aos poucos vamos nos acostumando com a língua, vamos adquirindo mais vocabulário e um certo feeling para com a língua. Um grande quantidade de Input, ou seja, exposição à língua, aumenta nosso vocabulário passivo, ou seja, passamos a entender cada vez mais e mais. Quando mais se ouve e se lê, mais se entende.

Por outro lado temos o Output, que é basicamente falar e escrever. Ele também é importante, no entanto, para que você possa ler e escrever bem, você precisa ter um bom vocabulário, assim como um bom entendimento da língua (você precisa de Input!). Escrever e falar é sempre mais difícil do que entender. Mesmo em nossa língua nativa, o número de palavras que entendemos é muito maior do que o número de palavras que utilizamos. Por exemplo, entendemos discursos de políticos, mas não falamos como eles, podemos ir a uma palestra sobre filosofia e entendermos tudo, porém muitas palavras que escutamos nunca iremos usar. Essa é a diferença entre vocabulário ativo e passivo. O nosso vocabulário passivo é muito maior em nossa língua nativa, e assim será na língua estrangeira.

Hoje em dia os cursinhos de idiomas dão muito valor para Output, forçando os alunos a falarem, sem que eles tenham confiança e nem mesmo vocabulário suficiente. Isso é muito frustrante e, a meu ver, o tempo perdido em aulas poderia ser usado para estar em contato com a língua, lendo e escutando, recebendo Input e se familiarizando com o idioma.

Na minha opinião, estudantes, principalmente iniciantes, não devem se preocupar com falar e escrever. Preocupem-se com entender, com estar exposto ao idioma, recebendo a maior quantidade de Input possível. Escute rádio na língua, veja TV na língua, escute Podcasts, leia textos, livros, etc. Quanto mais tempo você passar em contado com a língua melhor, e assim falar e escrever são coisas que virão com o tempo, naturalmente.

Espero que tenham gostado do post! Abraços e não deixem de conferir algumas das nossas sugestões de livros de japonês:

Assine nosso blog e receba nossas atualizações via e-mail!

This entry was posted in Uncategorized and tagged , , , . Bookmark the permalink.

2 Responses to Você sabe o que é Input e Output?

  1. Pingback: Eu, falando sozinho? Em japonês? Não, não era eu não... | Como Aprender Japonês

  2. Sidnei Marçal says:

    Realmente as escolas de inglês, hoje em dia, preocupam-se com as características de output (falar e escrever), mas isso é uma demanda do mercado de trabalho. Muitas pessoas não tem a consciência de que é preciso entender a língua para se sentirem mais seguros, a ponto de conversarem com fluência, e esquecem-se de que a leitura, ouvir textos estrangeiros e conhecer a cultura da língua que se está aprendendo, também é de extrema importância para que tal fluência ocorra. O artigo acima ilustra muito bem, de que é preciso meios de imput para pleno desenvolvimento de um idioma.
    Parabéns ao elaborador do artigo e sucesso.

    Sidnei Marçal – São Paulo

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>